desafios2020banner

Desafios Invasoras.pt 2020

Os Desafios Invasoras.pt incluem diferentes formas para se tornarem cidadãos-cientistas e contribuirem para o estudo e divulgação das plantas invasoras.

Esta é a terceira edição (espreitem os resultados da segunda edição) dos Desafios Invasoras.pt e traz algumas novidades! Numa colaboração com o projecto LIFE Stop Cortaderia, os Desafios Invasoras.pt deste ano vão ser dedicados à Cortaderia selloana (erva-das-Pampas), uma planta oriunda da América do Sul, que aumentou muito a sua distribuição nos últimos anos em Portugal Continental.

Vamos então às novidades:

  1. Com esta colaboração com o projecto LIFE Stop Cortaderia surge também a criação de um novo Desafio! O DESAFIO 5 – AÇÃO! Mas, ao contrário dos outros Desafios, o Desafio 5 é dedicado exclusivamente à erva-das-Pampas. Este desafio convida todos a dar um passo (ou, neste caso, um gesto) para controlar as ervas-das-Pampas à sua volta!
  2.  Durante este ano, os outros Desafios Invasoras.pt irão também dar destaque à erva-das-Pampas, mas se já conhecem os Desafios dos anos anteriores (ou se preferirem) podem continuar a seguir outras plantas invasoras.
  3. O Desafio 3 (Deteção precoce) vai juntar-se com o Desafio 1 (Mapeamento), e todos os participantes inscritos no Desafio 1 ficam automaticamente inscritos no Desafio 3. Na prática, só têm que registar a(s) planta(s) invasoras que localizarem e depois somos nós que avaliamos se se trata de uma nova espécie invasora ou, no caso da erva-das-Pampas, de um novo foco de invasão.
  4. O Desafio 2 aparece também com uma novidade! No caso da erva-das-Pampas, tentar distinguir plantas femininas e plantas hermafroditas… ok… esta parte do Desafio 2 não é fácil e provavelmente apenas para quem gosta mesmo de Desafios botânicos, mas este link ajuda! Não é obrigatório, mas, no caso da erva-das-Pampas é muito importante, pelo que incentivamos todos a participarem.

 

Aceitem o(s) Desafio(s) que faz(em) mais sentido para vocês e tornem-se cidadãos-cientistas! Ajudem a resolver este problema ambiental!


#DesafiosInvasoras

Para se inscreverem, basta preencher o formulário de inscrição e escolher o(s) Desafio(s) Invasoras.pt em que querem participar.

Desafio1

DESAFIO 1- MAPEAMENTO :
Mapear Invasoras frequentes em Portugal

Gostam de tecnologia? As App e os computadores são a vossa linguagem? Este pode ser o vosso Desafio! O primeiro Desafio que lançamos é o de localizarem as espécies invasoras que ocorrem nas proximidades dos locais que frequentam regularmente (e.g., na vizinhança, junto ao local de trabalho ou escola, caminho que fazem todos os dias ou onde vão ao fim-de-semana, etc.) ou noutros locais por onde passem. Neste caso, e como é o ano da erva-das-Pampas (Cortaderia selloana), o Desafio é saírem para o campo com os smartphones ou máquinas fotográficas e colocarem no Mapa das Invasoras todas as ervas-das-Pampas que encontrarem.

 

desafio 1

 

Que passos devem seguir para completar o Desafio? Simples:
1. Caso ainda não o tenham feito, inscrever-se nos Desafios Invasoras.pt através do Formulário de Inscrição;
2. Aprender a identificar as plantas invasoras em Portugal (com a ajuda do Guia de Campo e das fichas disponíveis no Invasoras.pt). Começar pode ser difícil mas sugerimos começar devagar – aprendam a distinguir apenas 2 ou 3 espécies e comecem por essas; a curiosidade depois faz o resto. Ou, podem dedicar-se à espécie em destaque deste ano, a erva-das-Pampas que é fácil de identificar!
3. Reportar a localização das plantas invasoras que aprenderem a identificar, através do site Invasoras.pt ou da App Android. O esquema abaixo ajuda a perceber melhor;
4. Submeter muitos registos!

 

mapeamento

 

Desafio2

DESAFIO 2 – FENOLOGIA:
Monitorizar a fenologia/ ciclo de vida das plantas invasoras

Gostam de Flores? Ou gostam de Fotografia? Ou de ambos? Este Desafio é para vocês! Com a vossa ajuda vamos descobrir em que zona do país cada espécie de planta invasora dá flor primeiro!
Depois de participarem no Desafio 1 (acima), ou se esse não vos despertou interesse, o Desafio é acompanhar o ciclo biológico/ ciclo de vida das plantas invasoras, escolhendo uma (ou mais) espécie(s) e fotografando a(s) mesma(s) planta(s) todos os meses ao longo do ano. Este ano acrescentamos um novo campo: o sexo! Algumas espécies têm flores masculinas e flores femininas em plantas separadas (espécies dióicas), outras têm ambos os sexos na mesma planta mas em flores separadas (espécies monóicas), outras ainda têm ambos os sexos na mesma flor (espécies hermafroditas)! Na época em que a planta escolhida estiver em flor pedimos que tentem observar se a vossa planta é masculina, feminina ou hermafrodita.

Da esquerda para a direita, acácia-de-espigas com gemas florais ainda pequenas, gemas já desenvolvidas, em floração e mimosa em frutificação, respetivamente.

O caso da espécie em destaque este ano, erva-das-Pampas, é ainda mais “especial”  – tem flores femininas numas plantas e flores hermafroditas noutras e chama-se ginodióica – podem saber mais sobre como distinguir as plantas femininas das plantas hermafroditas, AQUI!

Exemplo de fotografias da mesma planta em 2 meses diferentes.

Exemplo de fotografias da mesma planta em 2 meses diferentes.

Que passos devem seguir para completar o Desafio 2? 
1. Caso ainda não o tenham feito, inscrever-se nos Desafios Invasoras.pt através do Formulário de Inscrição;
2. Tal como no Desafio 1, o primeiro passo é aprender a identificar as plantas invasoras em Portugal (com a ajuda do Guia de Campo e das fichas disponíveis no Invasoras.pt, com foco na erva-das-Pampas);
3. Escolher uma ou mais plantas invasoras perto dos locais que frequentam regularmente (por exemplo, à saída de casa, junto à paragem do autocarro, no jardim do local de trabalho, etc. – ser um local de acesso fácil e regular agiliza muito a participação);
4. Instalar a app Epicollect 5 (gratuita) e adicionar o projecto Desafio2 aos vossos projectos;
5. Preencher, mensalmente, o formulário do Desafio2 no Epicollect5, através do qual nos podem enviar as fotografias. Tirar duas fotografias das plantas escolhidas: uma de pormenor (que dê para ver bem as folhas, flores, frutos, etc. usando uma moeda para fazer de escala, como mostra o exemplo abaixo) e outra geral (em que dê para ver bem a planta completa).

Imagem1

Exemplo de fotografia geral e de pormenor.

Caso não tenham acesso à internet no campo, podem preencher offline e fazer o upload dos dados e fotografias quando tiverem acesso à internet.

Nota: o formulário é de fácil utilização (basta fazer “add entry” para começar cada registo e seguir os passos) mas é essencial que no final (depois de fazer “save entry”) façam upload (tanto dos dados como das fotografias) para que o registo seja submetido com sucesso – basta clicar em “upload now” quando tiverem acesso a internet.

 

Desafio3

DESAFIO 3 – DETEÇÃO:
Detetar novas invasoras que chegaram há pouco tempo

Gostavam de ser detetives? Sabem que andam por aí umas plantas que são muito perigosas? Será que as conseguem detetar? Este pode ser o vosso Desafio! Um dos maiores desafios que enfrentamos é o de evitar novas invasões biológicas, ou de as localizar a tempo de promover uma ação rápida com vista a eliminar ou conter o problema e assim prevenir impactes maiores. Assim, desafiamos todos os cidadãos a colaborarem na deteção precoce de novas espécies invasoras em Portugal. Ou de espécies já presentes mas que sejam detetadas em regiões onde até aí não ocorriam.

 

alerta

Exemplos de plantas invasoras “ALERTA”: vassoura-de-folha-estreita, salvina-molesta e elódea-africana.

Que passos devem seguir para completar o Desafio 3? 
1. Neste Desafio participam automaticamente todos os inscritos no Desafio 1 que detetem alguma das novas espécies invasoras, que aparecem identificadas nas fichas disponibilizadas no Invasoras.pt com a etiqueta “ALERTA!”. São poucas, mas difíceis!
2. Procurar as espécies nos locais onde é mais provável encontrá-las, nomeadamente nos habitats mais vulneráveis a serem invadidos pela espécie em questão, nas lojas e viveiros de plantas (para as plantas ornamentais), nas zonas geográficas onde já existem registos, etc. No caso da espécie em destaque, a erva-das-Pampas, só precisam registar as plantas, depois será a equipa do Invasoras.pt a decidir se se trata de um novo foco de invasão ou não;
3. Reportar a localização das plantas invasoras identificadas (através do site Invasoras.pt  e/ou da App Android).

 

Desafio4

DESAFIO 4 – DIVULGAÇÃO:
Divulgar o tema das invasões biológicas

São bons comunicadores? São criativos? Procuram uma hipótese de explorar uma área de trabalho que vos interessa? Este pode ser o vosso Desafio! Para participar neste Desafio podem fazer um trabalho livre, recorrendo a uma qualquer forma de comunicação e divulgação, que alerte para o tema das invasões biológicas. Pode incluir desde um artigo de jornal a um programa de rádio, até painéis com identificação do problema em áreas invadidas, passando por posteres, vídeos, reportagens, páginas web, músicas, peças de teatro, etc… dêem asas à criatividade e pensem como levar a mensagem a todos os cidadãos, à população local ou a outros grupos-alvo que seja importante sensibilizar.
Serão valorizados os trabalhos que divulguem o perigo das novas espécies invasoras que entraram/começaram a dispersar em Portugal há menos tempo, nomeadamente das espécies de ALERTA cuja dispersão é urgente evitar, assim como trabalhos relacionados com a espécie em destaque deste ano, a erva-das-Pampas.

Que passos devem seguir para completar o Desafio 4? 

1. Caso ainda não o tenham feito, inscrever-se nos Desafios Invasoras.pt através do Formulário de Inscrição;
2. Identificar para que público querem comunicar o problema das invasões biológicas (por exemplo: cidadãos que passam no jardim municipal, amigos nas redes sociais, colegas de trabalho ou elementos da comunidade escolar);
3. Identificar a mensagem principal que querem passar para esse público (escolham uma mensagem relevante e que contribua para sensibilizar o vosso público sobre o problema das invasões biológicas em geral ou sobre uma espécie invasora ou área invadida em particular);
4. Escolher um meio de comunicação para comunicar com esse púbico (ex: artigo de jornal, programa de rádio, painel com identificação do problema no jardim municipal, poster na entrada da escola, vídeo no youtube, peça de teatro, música para partilhar com os amigos, etc.);
5. Dêem asas à imaginação e ponham mãos-à-obra;
6. Enviem-nos uma apresentação do vosso trabalho através do seguinte formulário de envio de trabalhos do Desafio 4. Apenas será admitido a concurso um trabalho por equipa.

 

 

Desafio5

DESAFIO 5 – AÇÃO:
Controlo de invasões biológicas

Este ano criámos um novo desafio: Ação! Desafiamo-vos a pôr mãos-à-obra e a fazer algo para controlar espécies invasoras! Registem, documentem, fotografem, filmem as vossas ações e os seus resultados. Este ano, o Desafio 5 está aberto apenas para a espécie em destaque, a erva-das-Pampas.

Que passos devem seguir para completar o Desafio 5? 

1. Caso ainda não o tenham feito, inscrever-se nos Desafios Invasoras.pt através do Formulário de Inscrição;
2. Identificar a espécie alvo das ações (neste caso, erva-das-Pampas), as metodologias a utilizar (por exemplo, arrancar plumas, arrancar as plantas inteiras) e a área a intervir;
3. Planear adequadamente as ações;
4. Pôr mãos-à-obra, registando o antes e depois da ação e fotografando ou filmado as ações;
5. Enviar-nos uma memória descritiva das ações acompanhada por fotos e/ou vídeos que as documentem para lifestopcortaderia@esac.pt.

Apenas será admitido a concurso um trabalho por equipa que deverá ser enviado apenas no fim desta edição dos Desafios, em Maio de 2020, pelo que têm tempo de intervir em várias áreas diferentes e enviar-nos o trabalho com os melhores resultados! O que precisam registar: número de plumas cortadas/ arrancadas, número de plantas arrancadas (apenas as pequenas, as maiores são difíceis de arrancar sem recorrer a equipamentos pesados) e número de voluntários mobilizados, sempre acompanhado com fotos que servirão de “comprovativo” para as ações realizadas.

No fim das ações, não se esqueçam de colocar as plumas num saco bem fechado, para não se espalharem ainda mais as sementes! Se tiverem possibilidade, podem guardar os sacos com as plumas durante 1 ano, no mínimo, para as sementes perderem a viabilidade, podem queimar as plumas em forno bem fechado ou podem colocar os sacos num contentor. Na impossibilidade de levarem as plumas convosco (depois de fazerem os registos fotográficos!), podem enterrar as plumas no solo, com 1 ou 2 palmos de terra por cima, no mínimo!!

desafio5sequencia

Exemplo de ação de remoção de inflorescências de erva-das-Pampas (Cortaderia selloana).

 

RECONHECIMENTO FINAL dos DESAFIOS INVASORAS.PT

Em Maio de 2020 será feito um concurso das melhores participações nos Desafios Invasoras.pt, em cada Desafio, e serão entregues prémios aos vencedores. Quem sabe se não vão ser mesmo vocês os grandes vencedores? Esperamos por notícias vossas!

* Podem contatar-nos para os endereços invader@uc.pt ou lifestopcortaderia@esac.pt

 

CORTAderia desafios

 

Etiquetas:, , ,