Millipede_on_floor

Espécie portuguesa provoca acidente de comboio na Austrália

Um comboio chocou com outro na Austrália ao passar por cima de um grupo de centenas de milípedes. Estas pequenas criaturas “têm tendência para ocupar os trilhos dos comboios, onde os seus exosqueletos pretos e brilhantes funcionam como a camuflagem perfeita. Quando um grande número de milípedes é esmagado, o facto interfere com a física das linhas de ferro, tornando-as mais viscosas e escorregadias, perdendo a sua capacidade normal de atrito.

De acordo com a página Greensavers, já não é a primeira vez que estes animais causam problemas:

Em 2002, instalaram-se tantas nas linhas férreas entre Melbourne e Ballarat que 50 comboios tiveram mesmo de ser impedidos de circular. Em 2009, a aglomeração de milhares de animais ultrapassou uma extensão de 1,6 Km, causando atrasos e cancelamentos na circulação dos veículos.

Esta espécie tem prosperado do outro lado do mundo, já que não tem predadores naturais na Austrália. De acordo com o The Atlantic, as milípedes foram introduzidas no país em 1953:

In 1953, Australia got some accidental tourists from Portugal: millipedes. Black Portuguese millipedes, to be specific, which are known not only for their distinctive black shell, but also for the terrible odor they emit. Since then, the millipedes — aided by the fact that, in Australia, they have no natural predators — have made themselves at home in their adopted country. So much at home, in fact, that they have flourished (often reaching “plague numbers,” some scientists put it). And the worm-like creatures have, in the process, became pests to the country’s human residents.

Apesar de minúscula, esta espécie invasora na Austrália provocou um acidente que resultou em seis feridos ligeiros.

 

foto via Wikimedia
Etiquetas:, , , ,