berbequim2

Golpe/ Injeção de herbicida

A aplicação de herbicida deve ser feita diretamente no sistema vascular (xilema funcional e floema), podendo optar-se por duas formas de aplicação:

1. Golpe + Injeção

À altura que for mais confortável para o aplicador, fazem-se vários cortes, num ângulo de 45º, até ao alburno. Não tem que ser muito profundo mas deve atravessar a casca e cortar a parte mais externa da madeira.

Os cortes podem ser realizados com uma machada/inchó ou serrote.

Os vários cortes devem ser realizados à mesma altura do tronco de forma a quase se tocarem, deixando cerca de 2-4cm de casca por cortar entre eles.

Para indivíduos de menores dimensões apenas são necessários 2 ou 3 cortes, e não devem ser profundos, para evitar que a planta parta.

Imediatamente após cada corte injeta-se o herbicida na incisão com um esguicho: aplicar lentamente cerca de 1ml (0,5 a 2ml consoante o tamanho do corte) de herbicida em cada ferida (normalmente os esguichos deitam +/- 1ml); o herbicida deve ficar dentro da ferida.

Após o tratamento a árvore rapidamente ficará castanha e com aspeto de morta. No entanto, é importante que a árvore fique de pé mais 1 ano e não seja removida – assim assegura-se que a árvore gasta parte dos carbohidratos de reserva da raiz.

Em espécies caducas, a melhor época de aplicação é no verão ou primavera, ou seja, com o tempo seco e assim que a planta tenha as folhas completamente expandidas.

2. Injeção:
Com um berbequim, realizar furos à volta do tronco.

Em cada furo, aplicar o herbicida nos segundos imediatamente a seguir. Quanto maior a árvore mais furos serão necessários.

Existem berbequins adaptados para esta função que incluem um injetor do herbicida. No entanto, um berbequim normal é igualmente eficaz desde que se garanta a aplicação do herbicida nos segundos imediatamente após o furo.

Depende da espécie e da época do ano, mas geralmente tem elevada eficácia em termos de mortalidade. Evita formação de rebentos de touça e de raiz, o que reduz os custos em controlos de continuidade, a médio prazo.

Se for bem aplicado, o herbicida não contata com o exterior e são usadas quantidades reduzidas.

Prejudica mais gravemente o sistema radicular do que outros métodos que utilizam herbicidas.

Moroso, e bastante oneroso a curto prazo, se for realizado extensivamente com recurso a uma elevada mão de obra. Exige equipamento de perfuração com grande autonomia.

Obriga a duas intervenções espaçadas por vários meses ou alguns anos para a remoção de uma mesma árvore, o que tem um impacto visual com efeitos na opinião pública.

Equipamento de Protecção Individual

Luvas, equipamento de proteção contra agentes químicos.

Ferramentas

1. Para Golpe + Injeção: Podoa/serrote, esguicho, herbicida.

2. Injeção: Berbequim sem fios, elétrico ou a gasolina, equipamento de injeção, herbicida.

Segurança

Exige formação específica para manuseio de herbicida.

 

Manutenção

Manutenção dos EPI e dos equipamentos de aplicação dos herbicidas.

This post is also available in: Inglês