Login | |

O Projecto

 

Educação, deteção e ação

O nosso objetivo é alertar para o problema das invasões biológicas, dar a conhecer as plantas invasoras a nível nacional e estimular a participação ativa do público quer no mapeamento destas espécies quer em atividades de controlo e divulgação.

Criámos perfis completos das espécies consideradas invasoras no território nacional, e fornecemos ferramentas e informação que se pretendem úteis para quem lida com este problema, sejam gestores de áreas com problemas de invasão, membros da comunidade científica ou outros interessados pelo tema.

Disponibilizamos também materiais de apoio para atividades de educação ambiental, para professores e grupos informais de ação.

 

Os conteúdos e ferramentas iniciais desta plataforma (website, App Android e App Web), assim como diversas actividades associadas para dinamizar a plataforma, foram desenvolvidos em 2013 no âmbito do projecto “Plantas Invasoras: uma ameaça vinda de fora”, co-financiado pela UE/FEDER, através do QREN (Programa Factores de Competitividade — COMPETE) e por fundos nacionais através da Ciência Viva — Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica [Ref: Media Ciência n.º 16905]. Este projecto surgiu na sequência das tarefas de divulgação dos projetos INVADER e INVADER II, pioneiros sobre a problemática das plantas invasoras em Portugal, e do projeto Ciência Viva “Divulgação sobre Espécies de Plantas Invasoras em Portugal”. Depois de 2013, foram sendo criados novos conteúdos, realizadas actualizações, e desenvolvidas acções de divulgação relacionadas com os conteúdos da página no âmbito do projecto INVADER-B (PTDC/AAG-REC/4607/2012) e do Projecto Estratégico do Centro de Ecologia Funcional (co-financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, COMPETE, POCI e FEDER). Entre 2018 e 2020, no âmbito do INVADER-IV (PTDC/AAG­REC/4896/2014), a plataforma foi renovada assim como as APPs associadas, surgindo pela primeira vez uma APP para iOS.

 

Entidades financiadoras da plataforma inicial

 

Os conteúdos presentes na plataforma, assim como a realização de atividades que a dinamizam, resultam da parceria, com mais de uma década, entre investigadores do Centro de Ecologia Funcional, quer na Universidade de Coimbra, quer na Escola Superior Agrária de Coimbra (logotipos institucionais na base da págica) que desenvolvem investigação na área das invasões biológicas .      

As fichas de algumas das espécies que ocorrem no Arquipélago dos Açores foram elaboradas no âmbito do projecto LIFE+ Terras do Priolo (LIFE12 NAT/PT/000527; financiado ao abrigo do programa LIFE da Comissão Europeia), com a colaboração do Grupo da Biodiversidade dos Açores.

 

                 

A equipa do Invasoras.pt

Coordenação, revisão de conteúdos e dinamização da plataforma [2013 - ...]
>>>
Produção e revisão de conteúdos, dinamização da plataforma [2013 - ...]
>>>
Dinamização das Aplicações de mapeamento [2013 - ...]
>>>
Revisão científica de conteúdos [2013 - ....]
>>>
Produção de conteúdos temáticos [2013 - ...]
>>>
Dinamização de atividades de divulgação [2015 - ...]
>>>
Produção de conteúdos, atividades divulgação [2017 -...]
>>>
Dinamização de atividades de divulgação [2017 - ...]
>>>
Dinamização dos Desafios Invasoras.PT [2019 - ...]
>>>
Produção de conteúdos temáticos [2019 - ...]
>>>
Dinamização das redes sociais e divulgação [2019 - ...]
>>>
Produção de conteúdos temáticos [2020 - ...]
>>>
Participação no mapeamento e Desafios Invasoras.PT [2013 - ...]
>>>
Desenvolvimento da 1ª versão da plataforma e produção de conteúdos [2013 - 2015]
>>>
Produção de conteúdos temáticos [2013 - 2015]
>>>